20.09.2019

TUDO NUMA ÚNICA MALA

O que há dentro da mala de uma mãe?

Tudo. Tudo aquilo que pode precisar e tudo aquilo que possa desejar.
Comparativamente, a Mary Poppins é uma amadora.

A mala de uma mãe é, ao mesmo tempo, um kit de sobrevivência e um poço dos desejos.

Recorda-se da mala de Michelle Pfeiffer em “Um dia em grande” com George Clooney? Em 5 minutos conseguiu criar dois fatos de Halloween juntando de tudo um pouco.

Porque na mala da mãe está a camisola caso fique fresco e o impermeável pois nunca se sabe se irá chover, os lenços de papel para o ranho, as toalhitas para as incontáveis lavagens de mão e o gel desinfectante. E não podem faltar a chupeta, o creme de chocolate, as vitaminas em forma de urso para equilibrar o cansaço pós escola, o peluche preferido e os carrinhos anti tédio, algumas fraldas, os biscoitos e o sumo de fruta para o lanche. Ou o biberão caso ainda seja pequenino.

No Verão não faltam o protector solar, pois o sol é nocivo também na cidade, o repelente para as melgas e mosquitos, a loção pós picada, a ventoinha e uma muda de roupa para não sucumbir ao calor.

Sem contar, obviamente, com as chaves, a carteira, os talões do mês passado, os cartões de fidelização expirados, as várias listas de compras, a saudável garrafa de água e, quem sabe, algum livrinho de fábulas. A agenda, o telemóvel e o tablet para entreter a criança no trajecto de carro nunca ficam esquecidos.

Ok, há dias e dias e ocasiões diferentes. A bolsa da maquilhagem deve estar sempre à mão, fazer-se apresentável e não parecer sempre uma mãe cansada é um bom hábito.

Andar com a casa atrás dá-nos segurança e faz-nos sentir protegidas.

A mala de uma mãe diz muito.
Quer partilhar connosco o que leva na sua mala?